Um ciclo não fechado

Historicamente falando a educação nunca foi prioridade de grande parte dos presidentes do Brasil. Eles se preocupavam em desenvolver o país de cima para baixo, ou seja, investia em indústrias, infra-estrutura das cidades, mas não investia em educação ara formar cidadões. Este é um problema vivido atualmente também, podemos perceber isso com a implantação das cotas, criada com o objetivo de oferecer mais oportunidades aos jovens, das escolas públicas, ingressarem em uma universidade. Um analgésico para um problema permanente. Outro fator que levou a educação brasileira ao estado de calamidade em que se encontra é sem dúvida a falta de motivação dos alunos e professores.

O que é a educação sem alguém para passar seus conhecimentos e alguém para usufruir dos mesmos? Mas o que seria isso tudo sem o incentivo financeiro e estrutural? A resposta destas perguntas está na realidade da educação brasileira atualmente: um caos.

Um ciclo que ainda não se fechou, é uma boa definição para a educação brasileira. Sem bons salários e qualificação profissional o professor não se sente motivado a ensinar, com o déficit na infra-estrutura das escolas os alunos não se sentem motivados a aprender e a falta de investimento por parte do governo gera tudo isso.

Não se cuida de uma árvore que nasceu com praga quando ela já cresceu, mas quando ela está crescendo, ou seja, a educação não se resolve no ensino superior e sim nas creches.


Obs: Minha vida boa acabou, as aulas começaram e estou sem muito tempo para criar algo e para postar. Desculpe. Mas estarei postando sempre que der.

14 comentários:

André disse...

bom - eu me formei tecnico em contabilidade com meritos sem fechar um balancete mas colava descaradamente. de que jeito podemos mudar isso ai? fazendo uma escola? eu trabalho com atletismo e consigui tornar pessoas que terim uma vida apagada em herois na minha pequena cidade...por ai vai...se esperar pelos professores e pelo estado tamo fudidos.

Inez disse...

Como já coloquei aqui uma vez este blog não tem nada de opinião inútil e sim extremamente útil.
Seu texto está excelente, os governos não tem interesse em melhorar a educação mesmo, até porque se melhorar serão produzidos seres pensantes e estes não aceitam o que acontece no país.
Este governo que ai está não tem nenhum interesse, aliás ele faz apologia ao analfabetismo.
A criação de cotas é política educacional de quem não tem proposta para a educação.
Parabéns pelo seu texto

Danna disse...

Educação, se existe uma palavra que é a minha vida, esta palavra é EDUCAÇÃO.
8 em cada 10 amigos meus me julgam louca por querer ser professora.

Esse descaso que o governo tem com a educação, não implica somente na falta de motivação dos alunos e professores, ele também implica na construção da sociedade, que neste caso, começa a alienar-se, grande demonstração disso é saber e ver que existem pessoas que apoiam o sistema de cotas.

Assunto Popular Brasileiro disse...

se um dia alguém resolver investir na educação como prioridade, teremos pessoas que jamais imaginaríamos conhecer nos ensinando coisas que jamais pensariamos aprender com elas.

Daniel Maia Silveira disse...

Você tem toda razão Ananda. O problema brasileiro com a educação vem de longa data, e não consigo vislumbrar um horizonte muito positivo para a nossa nação neste quesito.

A verdade é que não existe real interesse em se dar uma solução para os problemas da educação porque um povo que pensa, é um povo que cobra. Qual é o político que quer ser cobrado?

A reforma da educação na década de 1970 (feita pelo governo militar) retirou todo o conteúdo realmente importante para o ensino e iniciou um processo de destruição do conhecimento que culmina, hoje, na famigerada "educação continuada" que impede as escolas de reterem seus alunos mais fracos e funciona a todo vapor no estado de São Paulo.

Estamos formando analfabetos funcionais!!!

O mais triste é ver esses remendos mal feitos como é o caso das costas na universidades que, além de não resolverem o problema, criaram uma idéia de sectarismo dentro do ensino superior público.

Para uma pessoa como eu, que pretende um dia fazer ciência séria, ver todos esses entraves políticos, "burrocráticos" e demagógicos causa um desânimo absurdo e fico a pensar se vale à pena lutar tanto por um país que não dá a mínima para os seus filhos.

É... O post ficou grande, mas quando se trata de educação eu sempre tenho muito a dizer.

Léo disse...

Nanda, ja fui professor como vc sabe, a educação aqui no Pais da piada pronta incrivelmente na teoria á melhor do mundo, se vc analisar as propostas pedagogicas que que temos vc ira ficar mais revoltada e escrever mais sobre isso, o que esta faltando é coragem para mudar, esta faltando a comunidade atuar na escola ja que esse direito lhe são assegurado pela constituição federal.

Adorei o texto amiga, sou seu fã fofinha
beijos

Willian V. - O Rockeiro Canoinhense disse...

Olá, tudo certo? Estou passando para dizer que adorei seu Blog, parabéns. Devido eu ter gostado do seu Blog, lhe indiquei a um selo, passa lá no Meu Blog para pegar. Abraços e Sucesso.

http://www.rockdepaixao.blogspot.com/

Passa lá pegar, não esqueça hein! ;)

Thales Rafael disse...

Todos os argumentos do texto foram muito bem colocados. A educação acabou resultando em uma patologia crônica dentro do organismo social. Citei isso por ter gostado da metáfora da árvore. E pensando nela, acho que o problema passa não só pelo que você disse, mas também por um projeto latifundiário dentro do ensino. Aliada à falta de recursos adequados para a área, o ensino particular cresce vertiginosamente - e sem um real compromisso que não seja a expansão do patrimônio de alguns.

Clichê, mas a manutenção do status quo tem suas raízes no solo pobre da falta de um aprendizado escolar mais rico. Desse jeito as mudas murcham, e por cima, os arranha-céus tomam posse do nosso terreno de direito.

Thales Rafael disse...

Todos os argumentos do texto foram muito bem colocados. A educação acabou resultando em uma patologia crônica dentro do organismo social. Citei isso por ter gostado da metáfora da árvore. E pensando nela, acho que o problema passa não só pelo que você disse, mas também por um projeto latifundiário dentro do ensino. Aliada à falta de recursos adequados para a área, o ensino particular cresce vertiginosamente - e sem um real compromisso que não seja a expansão do patrimônio de alguns.

Clichê, mas a manutenção do status quo tem suas raízes no solo pobre da falta de um aprendizado escolar mais rico. Desse jeito as mudas murcham, e por cima, os arranha-céus tomam posse do nosso terreno de direito.

Blog Café Debate disse...

Blog com finalidade de discutir assuntos políticos, sociais do dia a dia, história e acontecimentos internacionais!

Blog 100% interativo, interagindo diariamente com os visitantes!

Aguardamos a sua visita!
Participe!
Debata!

http://cafedebate.wordpress.com/
http://cafedebate.wordpress.com/
http://cafedebate.wordpress.com/
http://cafedebate.wordpress.com/
http://cafedebate.wordpress.com/

A Dona disso aqui disse...

selinho novo pra vc hehehe bjos

Rodrigo Carvalho disse...

Saudações Socialistas,

Parabéns pelo blog e por suas atitudes no sentido de tentar conscientizar os nossos jovens sobre a importância da política em nosso dia a dia.

Beijos,

Rodrigo
Blog Radicalidade Democrática

Digao disse...

pofavor add meu novo banner
passa lá no blogger

Inez disse...

Indiquei seu blog para dois selinhos, é só passar no meu pra ver.

Postar um comentário

Escrevo o que quero, sem medo de ouvir o que não quero.