Mais Uma Conclusão

Pensando na vida cheguei a seguinte conclusão,

A gente não fica triste porque nosso trabalho nos toma muito tempo, mas pelo tempo livre que deixamos de ter para fazer o que gostamos.

A gente não fica triste porque nossa mãe é impaciente com a gente, mas pelo tempo que poderíamos ter confessado a ela nossos maiores medos.

A gente não fica triste porque recebeu aquele “toco” de alguém, mas pelos momentos que poderíamos ter passado com esse alguém.

A gente não fica triste porque nosso time perdeu, mas pelos momentos que poderíamos ter “zuado” o time adversário.

A gente não fica triste porque tiramos nota baixa na prova, mas pelo momento que poderíamos ter chegado em casa e mostrar aquela bela nota.

A gente não fica triste porque silenciamos naquele momento tão especial, mas pelo que poderíamos ter falado de especial.

A gente não fica triste porque aquela barra de chocolate acabou, mas pelo tempo em que poderíamos ter ficado saboreando ainda mais ela.

A gente não fica triste porque está envelhecendo, mas pelo tempo que nos vai ser tirado, impedindo assim, que realizemos aquele sonho de infância ou de experimentar o que nunca experimentamos.

Resumindo, não sofremos por aquele momento que estamos vivendo, mas sim pelo que poderíamos ter feito no futuro se o presente não tivesse mudado nossos planos.

É perca de tempo sofrer pelo que não realizamos disso todos sabem, mas quem nunca ficou triste por aquele momento perdido que atire o primeiro mouse.

12 comentários:

Ellen Regina - facetasdemim disse...

Logo o mouse?
Ah, não vou atirar o meu não!
Passo a vez...
hauahauhau

Leo Pinheiro disse...

Por isso que eu sempre digo que me arrependo do que não fiz, mas raramente do que eu fiz (de errado ou não tão certo)

Thai :* disse...

"Resumindo, não sofremos por aquele momento que estamos vivendo, mas sim pelo que poderíamos ter feito no futuro se o presente não tivesse mudado nossos planos."

é aquela velha frase que todos usamos ao ver o futuro alterado pelo presente (no caso, passado): se eu tivesse...

e eu quero ver qual vai ser o primeiro mouse a ser atirado, porque o meu com certeza não vai ser :D me conta oks?

Nilson Vellazquez disse...

esse teu texto me lembrou a música 50 Receitas de Leoni, recomendo...

kilder disse...

legal o texto! que nosso 2009 venha com menos tristeza!!! feliz ano novo...

Fernando Serra disse...

Oi Ananda...
Passei por aqui pra dar uma olhada no teu blog e agradecer a sua visita no meu blog...
Aproveitei pra dar uma olhada nos teus post e adorei a forma como você escreve... direta e reta... Parabéns...
Tenho uma proposta pra te fazer... Mas não quero colocar meu msn aqui...
Passa no meu blog e entra no link fale conosco e se te interessar me manda teu msn pra gente conversar melhor beleza?
E mais uma vez parabéns...
____________________________________
Visite: http://opinenoblog.blogspot.com

Fernando Serra disse...

Ah... e comentando esse post... não é à toa que existe aquela máxima "Não me arrependo pelo que fiz, mas pelo que não fiz"... e eu sou um desses seguidores dessa máxima...
Beijos...
_____________________________________
Visite: http://opinenoblog.blogspot.com

Danna disse...

Esse texto me lembrou muitas coisas, que fiz e que não fiz, pelas quais me arrependo bastante, algumas vezes penso: "Se o presente não houvesse alterado o meu "futuros original", eu teria sido mais feliz? Ou nada acontece por acaso e o meu futuro era este mesmo?

________________________________________
http://lapsosdesonhos.blogspot.com/

Kas. disse...

"A dor é inevitável, o sofrimento é opcional"
Esse texto ta bem à la Drummond, ahsuiahsi
muito bom muito bom

feliz 2009, depois passa no meu?

beijos

ARCANO disse...

A gente fica triste porque quer.

Ms. Molly Bloom disse...

ananda, belo texto.
é isso aí.
certeza farei referência em meu blog sobre seu texto.
bjs

Anônimo disse...

"Perca de tempo" doeu no fundo da alma. Inacreditável.

Postar um comentário

Escrevo o que quero, sem medo de ouvir o que não quero.