Um Amor Diferente

Era uma típica tarde com o céu repleto de nuvens carregadas que resolvi começar uma nova vida.

Durante toda minha antiga vida senti vontade de ter um grande amor e neste dia quando perdi as esperanças encontrei o que eu tanto sonhei.

Nós estávamos sozinhos em uma sala de espera, esperando por não sei bem o que, mas nós tínhamos o mesmo destino, eu sentia.

Ele era moreno, mas sua pele estava um tanto quanto sem brilho. Ele parecia estar como eu... Sem vida.

Não me importei só queria me aproximar dele, conversar, conhecê-lo melhor e lhe falar que tínhamos muito em comum.

Foi então que dois homens entraram interrompendo meus pensamentos e rapidamente o colocaram dentro de alguma coisa que não consegui identificar direito, mas que me era familiar.

Depois de certo tempo ajeitando ele dentro daquele objeto o levaram da sala e eu senti uma enorme vontade de morrer.

Me despedi dele com um “até logo” e ele sequer olhou pra mim. Parecia não se importar com a minha presença. Era como se eu estivesse... Morta.

Foi assim que conheci o primeiro, e inesquecível, amor da minha morte.

Ananda

8 comentários:

Se30 disse...

vai me dizer q colocaram o muleke dentro do lixo?

ahuhauha erga o noot book entao ahuhuha

I want it all ~ disse...

uau .. tocante.
T-T
muito bonito.

parabéns pelo blog *-*
a descrição dele é muito boa xD
skaopkpoakspa

Beeijos :*

Bela Salazar disse...

Nossa, se eu fosse contar quantas situações assim já me ocorreram... Muito bom o texto, vou voltar aqui mais vezes :)

maria laura ( a má ! ) disse...

Adorei! realmente muito bonito! ;) O blog todo é muito bom. Quando der dá uma passadinha lá no meu também ^^ beijos ! =*

Thiara Pagani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiara Pagani disse...

Me identifiquei muito com o texto moça.
Muito bacana.
tino? tino é o mesmo que razão, juizo.
No meu texto esta escrito sem tino! Então sem razão, sem juizo!
Volte mais vezes viu?

Beijos!*

Marcel disse...

Acho digníssimo o seu texto.
É algo para ser lido com atenção. Quase não percebo o que vc quis dizer. (bom, eu acho q percebi, né? rsrs)

Eu gostei. Tá de parabéns!
Ah!, e obrigado pela visita!

Vinicius Braga disse...

Nao sei pq achei meio engraçado este post! xD
Po, tu é necrófila!!
auhEHUEAhEAUHea
Brincadeira.
Achei inesperado o desfecho. E meio gótico também!
xD

Postar um comentário

Escrevo o que quero, sem medo de ouvir o que não quero.